Notícias

Indaiatuba sobe 17 posições no Ranking Ambiental do Programa Município VerdeAzul

  • Publicação: 14/12/2017 13:54h
  • Redator(es): Sirlene Virgílio Bueno
  • Release N.º: 1121

Foto

Foto: Lincoln Franco

Indaiatuba conquistou a 26ª posição no Ranking Ambiental Paulista de 2017 do Programa Município VerdeAzul (PMVA) promovido pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente. A cidade somou 84,53 pontos na etapa final da certificação e subiu 17 posições no ranking comparado a 2016, quando ficou em 43º lugar. Na diretiva Qualidade do Ar o município ficou com a primeira colocação. Este ano apenas 48 municípios conseguiram o selo. A divulgação foi feita na tarde de quarta-feira (13), durante cerimônia de comemoração dos 10 anos do Programa, com a presença do vice-governador Márcio França.

Na RMC (Região Metropolitana de Campinas) Indaiatuba ocupa a sexta colocação no ranking, atrás apenas de Campinas, Americana, Itatiba, Jaguariúna e Holambra.

Além da primeira colocação em Qualidade do Ar, a cidade também ficou entre as dez melhores do Estado em outras duas diretivas: 2ª em Resíduos Sólidos e 10ª em Educação Ambiental.

O prefeito Nilson Gaspar (PMDB) comemorou a classificação, que é a melhor de Indaiatuba desde 2009, quando o município iniciou a participação no Programa. “Subimos dezessete posições no ranking, o que mostra que estamos melhorando a cada ano. Com minha experiência como secretário de Urbanismo e do Meio Ambiente e também como superintendente do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgotos), sei que nossa cidade cuida muito bem da questão ambiental e, por isso, acredito que temos condições de continuar subindo ainda mais nesse ranking. Vamos trabalhar para isso nos próximos anos”, declarou.

Nessa décima edição do ranking, o critério de avaliação do Programa Município VerdeAzul teve algumas mudanças. A classificação passou a ser feita em três etapas anuais entre todas as cidades do Estado de São Paulo, sendo a primeira no mês de junho, a segunda em setembro e a etapa final em dezembro.

Na primeira etapa participaram 625 municípios e foram eliminados aqueles que não conseguiram atingir 25 pontos. Indaiatuba obteve 61,13 pontos nessa etapa, que foi divulgada em junho. Na segunda pré-classificação do ranking do Programa Município VerdeAzul, divulgada em setembro, a cidade subiu para 64,69 pontos, apresentando uma evolução de 5,82%. Para a certificação final, divulgada quarta-feira, os municípios precisaram somar o mínimo de 80 pontos. Indaiatuba somou 84,53 pontos.

O IAA (Indicador de Avaliação Ambiental) é publicado para que o poder público e toda a população possa utilizá-lo como norteador na formulação e aprimoramento de políticas públicas e ações sustentáveis. O primeiro Ranking Ambiental do PMVA foi anunciado em 2008, com a certificação de 44 municípios. O último foi feito em 2016 e certificou 78 municípios.

Além do diretor administrativo da Secretaria de Urbanismo e do Meio Ambiente, Gilmar Pessutti, que é o interlocutor do município no programa, e seu suplente, Juliano Rufini, do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgotos), também participaram da cerimônia de certificação o vereador João de Souza Neto, o Januba, e Guilherme Magnuson, também representando a Secretaria de Urbanismo.

O Programa

Lançado em 2007, pelo Governo do Estado de São Paulo, por intermédio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, o Programa Município VerdeAzul (PMVA) tem o propósito de medir e apoiar a eficiência da gestão ambiental. A participação no programa também é um dos critérios de avaliação para a liberação de recursos do Fecop (Fundo Estadual de Prevenção e Controle da Poluição).

Assim, o principal objetivo do PMVA é estimular e auxiliar as prefeituras paulistas na elaboração e execução de suas políticas públicas estratégicas para o desenvolvimento sustentável do Estado.

As ações propostas pelo PMVA compõem as dez diretivas norteadoras da agenda ambiental local, abrangendo os seguintes temas estratégicos: Esgoto Tratado, Resíduos Sólidos, Biodiversidade, Arborização Urbana, Educação Ambiental, Cidade Sustentável, Gestão das Águas, Qualidade do Ar, Estrutura Ambiental e Conselho Ambiental.

A equipe técnica do PMVA oferece capacitação técnica aos interlocutores indicados pela municipalidade. E ao fim de cada ciclo publica o “Ranking Ambiental dos municípios paulistas”.


Notícias relacionadas