Pontos Turísticos

Parque Ecológico

Parque Ecológico

Crédito: Eliandro Figueira

Av. Eng. Fábio Roberto Barnabé, s/n.
Aberto 24 horas.
Entrada gratuita.

O Parque Ecológico, projeto do arquiteto e urbanista Ruy Ohtake, foi inaugurado em 1992 e hoje corta a cidade em 80% da sua totalidade. São 15 quilômetros de pistas de caminhadas, cooper e ciclovias. Abrange em sua extensão, bosques, lagos, jardins, áreas de recreação, campos de futebol, vôlei, uma pista de bicicross oficial, uma pista de skate profissional, uma raia de remo olímpico, equipamentos de ginástica, uma praça de eventos, parque temático infantil e um teatro multidisciplinar. É sede também de vários eventos esportivos e culturais, como o Carnaval de Rua e a Corrida Cidade de Indaiatuba.


Parque Temático

Parque Temático

Crédito: Eliandro Figueira

Av. Eng. Fábio Roberto Barnabé, s/n.
Aberto 24 horas.
Entrada gratuita.

O Parque Temático está localizado no Parque Ecológico, na altura do Jardim Monte Verde, e é uma das mais completas e diferenciadas áreas de lazer de Indaiatuba. A principal atração são os animais gigantes feitos de fibra que compõem o playground temático. Os balanços têm como suporte dois elefantes, duas girafas decoram o escorregador tipo tobogã, a ponte de madeira é o acesso às cabanas do mesmo material, e o espaço também é composto por formiga, joaninha e cogumelos gigantes. O lazer se completa com playground comum, uma quadra poliesportiva que foi construída no padrão exigido para a prática de tênis, duas quadras de vôlei de areia e dois campos de futebol de areia, além de quiosques de alimentação, área de descanso e de banho com chuveiros e pista de caminhada. O Parque conta ainda com duas fontes de água e todos os pontos de lazer estão interligados por calçadas.


Bosque do Saber

Bosque do Saber

Crédito: Eliandro Figueira

Rua João Batista D’Alessandro, 610. Fone: (19) 3875-7210.
Sábados e domingos das 08h às 17h.
Entrada gratuita.

A Escola Municipal Ambiental Bosque do Saber pertence à Secretaria Municipal de Educação e foi inaugurada no dia 22 de maio de 2004, com a proposta inicial de ser um centro metadisciplinar. Nela encontra-se uma área verde de aproximadamente 11.000 m² para o desenvolvimento das atividades de apoio e pesquisas referentes ao estudo do meio, onde, no decorrer do ano são desenvolvidas atividades e cursos para capacitar professores e alunos sobre o estudo multidisciplinar do meio ambiente aplicado a alunos do ensino infantil, fundamental I e II e médio . A área externa possui estufa, galpão e viveiro para mudas, galpão de reciclagem de papel artesanal, orquidário, Jardim das Borboletas, área de alimentação, parquinho, Jardim dos Beija-flores, galpão de compostagem, maquete de uma microbacia hidrográfica, pomar orgânico, horta orgânica, além de uma trilha de cerca de 500 metros para que os visitantes possam caminhar na mata nativa. Aos finais de semana o espaço externo da unidade está disponível para a visitação da comunidade, sem necessidade de agendamento prévio.


Casarão Pau Preto

Casarão Pau Preto

Crédito: Eliandro Figueira

Rua Pedro Gonçalves, 477

Museu
Fone: 3875 8383
Funcionamento: 2ª à sábado das 9 às 17 horas
Domingos: Museu das 8 às 12 horas
Bosque das 13 às 17 horas

Biblioteca Pública Municipal - Atendimento à Rua Osvaldo Cruz, 1015 - Cidade Nova I, de segunda a sexta das 09h às 17h e sábado das 09h às 13h. Fone: 3834 6633

O Casarão, como é popularmente conhecido na cidade, é uma construção que data do início do século XIX, provavelmente entre1810 e 1820, cujas paredes de taipa de pilão e de mão são testemunhos de técnicas construtivas daquele período. Ele está edificado em um terreno de 6.248,43 m², que conta também com um bosque formado por pouco mais de cem árvores, das quais se destaca um enorme Jatobá com aproximadamente 150 anos de idade. O Casarão Pau Preto foi tombado em dezembro de 2008 (Decreto Municipal 10.108/20080), atualmente, no local estão instaladas a sede administrativa da Fundação Pró-Memória de Indaiatuba, a Biblioteca Pública e o Museu Municipal. O Museu iniciou suas atividades em 1983, quando o Casarão Pau Preto foi declarado de utilidade pública. Desde então, recolhe objetos significativos à história de Indaiatuba. Neste amplo contexto constituiu-se um acervo eclético que representa várias histórias indaiatubanas. É formado por conjuntos de objetos dos universos doméstico, trabalho urbano, trabalho rural, artísticos e outros. Para expô-los ao público é necessário, ao longo do ano, apresentá-los através de exposições temáticas e temporárias.


Museu Ferroviário

Museu Ferroviário

Crédito: Eliandro Figueira

Praça Newton Prado, s/nº. Fone: (19) 3816 4917.
De segunda a sexta das 08h às 12h e das 14h às 18h, sábados, domingos e feriados das 09h30 às 12h30.
Entrada gratuita.

Administrado pela Fundação Indaiatubana de Educação e Cultura (Fiec), atualmente o Museu Ferroviário está localizado em um conjunto de prédios da antiga estação ferroviária. Oferece a exposição permanente da Locomotiva nº10, que foi fabricada em 1874 nos Estados Unidos, onde foi adquirida pelo imperador D. Pedro II, fato de destaque na história das ferrovias no Brasil. Conta também com cerca de 400 objetos em seu acervo, todos identificados e registrados, além de instalações de ferromodelismo em escala HO, onde as composições fazem percurso na parte interna e externa do mesmo. Recebe em média 7 mil visitas ao ano. Também são realizados anualmente no Museu dois grandes eventos culturais com o intuito de resgatar tradições: São João na Estação e Natal na Estação, os quais fazem parte do calendário cultural do município.


Casa do Artesão

Praça Dom Pedro - ao lado do Terminal de Ônibus
Horário de Funcionamento: De 2ª a 6ª feira das 9 às 18h e aos Sábados das 9 as 13h
Entrada gratuita.

A Casa do Artesão é gerenciada pela Feira das Artes desde 2006 com apoio do Departamento de Turismo, vinculado à Secretaria de Desenvolvimento. A casa apresenta uma variedade de técnicas de artesanato e trabalhos em biscuit, crochê, tricot, marchetaria, pintura em tela e tecido, entre outros.


Feiras das Artes

Feira das Artes

Crédito: Eliandro Figueira

Praça Rui Barbosa, s/n – Centro.
Sábados das 09h às 17h.
Entrada gratuita.

A Feira das Artes na Praça Rui Barbosa, conhecida como a praça dos peixes é uma tradição na cidade e conta com a participação de cerca de 50 artesãos. A praça é também um dos locais mais arborizados e agradáveis da cidade, conta ainda com parquinho para crianças e lago com peixes. Além de itens como artigos de cama, mesa e banho, acessórios para a cozinha e enfeites para a casa, os visitantes encontram ainda barracas de alimentos caseiros, de elaboração igualmente artesanal.

Contato: Facebook/feira das artes

  • Xicão - 19 9 9237 4652 WhatsApp

Igreja Nossa Senhora Candelária

Igreja Nossa Senhora Candelária

Crédito: Eliandro Figueira

Praça Leonor Barros Camargo, s/n – Candelária. Fone: (19) 3875 2108.
Fechada às segundas-feiras para limpeza e manutenção.
Entrada Gratuita.

A Igreja Nossa Senhora da Candelária marca o local onde se iniciou a cidade de Indaiatuba. É por ter sua capela curada que Indaiatuba tornou-se sede da Freguesia, em 9 de dezembro de 1830, agrupando os bairros vizinhos. Em torno da Matriz, foram sendo construídas as residências urbanas dos fazendeiros da Freguesia. É uma das poucas igrejas construídas em taipa de pilão no interior de São Paulo ainda existente, exemplo da arquitetura religiosa colonial paulista. Na frente da Igreja, havia uma área aberta, o Largo da Matriz, centro da vida local, onde aconteciam os eventos civis e religiosos, como a Festa da Padroeira e a saída da romaria para Pirapora. Com o final do Império, as funções públicas da Igreja desapareceram, e em seguida a cidade passou a contar com dois centros: um religioso, no Largo da Matriz, e um civil, no Largo da Cadeia, em que se instalaram a Câmara, a Prefeitura e a Cadeia, na atual praça Prudente de Moraes. Durante o século XX foram feitas reformas para melhorar o seu interior, trocando-se forro, a pintura e a iluminação. Seu Largo, reconstruído em 2004, recebe há mais de cento e cinqüenta anos a Festa da Padroeira, em fevereiro, e os romeiros que vão para Pirapora, em junho.


Hospital Augusto de Oliveira Camargo – HAOC

Hospital Augusto de Oliveira Camargo

Crédito: Eliandro Figueira

Av. Francisco Paula Leite, 399. Fone: (19) 3801-8200.

O Hospital Augusto de Oliveira Camargo começou a ser construído em 10 de outubro de 1928, por iniciativa do casal Augusto de Oliveira Camargo e Leonor de Paula Leite Barros Camargo. Em 27 de junho de 1933, dia em que o Sr. Augusto completava 82 anos, o HAOC foi inaugurado, com boa parte de seus equipamentos importados e sua arquitetura baseada no estilo das construções americanas. Sua área era de 4.500 metros quadrados e possuía o triplo de iluminação de toda Indaiatuba, que na época tinha 3 mil habitantes. O gasto com a construção incluía também obras de arte que serviriam de adorno para o interior e exterior do Hospital. Além disso, mostrava a fé do casal realizador da obra, através das esculturas de São Francisco de Paula, Santo Agostinho e o Cristo de braços abertos antes do prédio central.


Nascente do Córrego Belchior

Ponto localizado em frente ao Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Av. Francisco Paula Leite, 399).

O abastecimento de água em Indaiatuba também mudou no início do século XX. Havia, próximo ao povoado, duas “aguadas”, onde a população retirava água para consumo próprio. Uma delas é o Chafariz, a outra é a nascente do córrego Belchior. Em 1869, foi feita uma caixa d’água, coberta de tábuas com paredes de pedras forradas de ladrilhos. Os tropeiros pernoitavam no Largo de Santa Cruz, atual Praça Rui Barbosa, e usavam o local como parada para descanso e ponto de reabastecimento de água para as mulas.


Chafariz

Praça Elis Regina, s/n – Vila Sfeir.

O chafariz foi construído no início do século 20. Era utilizado pela população para consumo de água e para a lavagem de roupas. No final da década de 60 e início de 70, passou por uma restauração e está instalado em uma praça arborizada.


Prefeitura Municipal de Indaiatuba

Prefeitura Municipal de Indaiatuba

Crédito: Eliandro Figueira

Av. Eng. Fábio Roberto Barnabé, 2800. Fone: (19)3834-9000.
De segunda a sexta das 08h às 17h.
Entrada Gratuita.

Cartão-postal da cidade e símbolo de modernidade, o novo prédio da Prefeitura inaugurado em 2002 possui 7,8 mil metros quadrados de área construída, abrigando a maioria das secretarias municipais. Dispõe de um anfiteatro com capacidade para 350 pessoas e um espaço destinado a exposições e vernissages.


Sítio Bela Vista

Travessa Estrada Mato Dentro, 200. Fone: (19) 3875.1417 / 9792 7832 com Klauss. Visitas com agendamento.

Parte do Polo Turístico do Circuito das Frutas, que inclui Indaiatuba, a propriedade produz e comercializa acerola orgânica.


Sítio São José

Estrada do Fogueteiro, s/nº. Fone: (19) 3885.5355.

Parte do Polo Turístico do Circuito das Frutas, que inclui Indaiatuba, a propriedade cultiva e comercializa morango, café e milho, dispondo ainda de lanchonete.


Centros de compras

Shopping Jaraguá – Rua Humaitá – 773 – Fone: (19) 3875-8933.

Pólo Shopping – Alameda Filtros Mann, 670 – Fone: (19) 3835-9000.

Ponto Azul – Shopping Popular – Rua Ademar de Barros, 02 – Fone: (19) 3318-2458.

Center Jeans – Rua Jacob Lyra, 1164 – Fone: (19) 3935-2882.