Economia

Comércio

Na década de 70 a dependência comercial de Indaiatuba era bastante grande, pois, para a obtenção de grande parte das mercadorias e serviços existentes, seus moradores tinham que recorrer a cidades mais desenvolvidas, como Campinas e Itu. Com o desenvolvimento industrial e o crescimento populacional que foi se processando na década de 70, a sociedade atingiu níveis financeiros maiores, o que aumentou a demanda por serviços e mercadorias. Devido às condições que se formavam na época, a cidade de Indaiatuba sentia que deveria diminuir sua dependência em relação a outras cidades. Nesse período, a concentração comercial era praticamente no centro da cidade. Entretanto, com o surgimento de novos núcleos habitacionais e a formação de outros bairros, o comércio foi se expandindoo e descentralizando-se. É o caso, por exemplo, dos pólos comerciais da Cidade Nova, Cecap e Jardim Morada do Sol - que com sua expansã - também vêm se unindo ao comércio de outros bairros.

A cidade deixava gradualmente sua tradição agrária e começava a se inserir num contexto urbano, condicionando sua população a uma mudança de valores e costumes levados por um mercado representativo e atrativo, alguns segmentos comerciais - que atuavam em outras cidades com suas redes de lojas - vieram se instalar em Indaiatuba. No final da década de 70 e início da de 80, devido à falta de concorrência em alguns segmentos comerciais, muitos consumidores iam buscar em outras cidades - como Campinas - produtos oferecidos na cidade. Mas hoje a realidade é outra.

A concorrência entre vários estabelecimentos comerciais de Indaiatuba que ofereceriam os mesmos tipos de mercadorias e serviços, cirou diversas opções para os consumidores. Portanto, hoje é possível adquirir a preços competitivos muitas mercadorias que antes - mesmo existindo aqui - eram buscadas em outras cidades. Devido a essas e outras mudanças que ocorreram no cenário econômico, os consumidores passaram a ser mais críticos em relação à qualidade e preço dos produtos que pretendem adquirir. Assim, o mercado passou a exigir muito mais dos comerciantes.