Notícias

Cultura promove peça teatral infantil gratuita neste sábado (10)

  • Publicação: 08/03/2018 08:30h
  • Redator(es): Renata Lippi A. Lemuchi
  • Release N.º: 158

Foto

Foto: Divulgação

A Secretaria de Cultura promove neste sábado, dia 10, a peça teatral infantil ‘Fóforos, Nuvens e Passarinhos’, com o Teatro Travessia. O espetáculo tem entrada gratuita e será apresentado às 16h, na área externa do Ciaei (Centro Integrado de Apoio à Educação de Indaiatuba).

Sinopse

Em Fósforos, nuvens e passarinhos, passado, presente e futuro se embaralham para mostrar a história de crianças de diferentes cantos do mundo que, ao enfrentarem a realidade de suas vidas, podem ter seus sonhos roubados. Porém aqui as histórias se passam na véspera do ano novo, época em que as esperanças se renovam e os caminhos apontam para uma transformação que poderá conduzir os personagens para a realização de um sonho comum a todos nós: a liberdade.

Sobre o espetáculo

O espetáculo infanto-juvenil Fósforos, Nuvens e Passarinhos marca os 10 anos do Teatro da Travessia, que continua sua investigação acerca do espaço não convencional e convida a plateia para uma jornada itinerante.Com direção de Simone Grande, a peça começa no interior de uma casa (ou um espaço interno que possa ser adaptado para as necessidades do espetáculo), e segue por espaços externos, tendo em vista o caráter itinerante.

A dramaturgia colaborativa é baseada nos contos O Menino das Capas de Chuva, de João Anzanello Carrascoza (texto inédito e escrito especialmente para o grupo), A Pequena Vendedora de Fósforos, de Hans Christian Andersen, e a saga do menino-passarinho, um fato que aconteceu no bairro de Higienópolis e tornou-se conhecido por meio de uma série de reportagens feitas pela imprensa.

A trilha sonora, composta especialmente para o espetáculo, é executada ao vivo pelos atores, que cantam e tocam alguns instrumentos. São músicas pontuais que auxiliam a narrativa, trazendo o lirismo e o clima de cada cena.

A peça ressalta a questão constante da violência infantil, seja com relação à moradia, ou ao trabalho. Demos voz a histórias que frequentemente são esquecidas, para que as crianças que assistirão o espetáculo ao menos tomem contato com o que se passa ao nosso redor, e que futuramente possam contribuir para diminuir as desigualdades.

Sobre O Teatro Da Travessia

O primeiro espetáculo, Dias Raros, baseado na obra de João Anzanello Carrascoza, com direção de Luiz Fernando Marques, estreou em 2008, excursionando diversas temporadas no Brasil e em 5 cidades do exterior, na França e Guiana Francesa.

Em 2010, o grupo foi contemplado no edital público Bolsa Funarte de Residência em Artes Cênicas para a criação do segundo espetáculo, Colóquio Internacional Sobre o Amor. Além do apoio do edital, importantes parcerias somaram-se a esse projeto, como a do diretor Philippe Goudard, da Universidade Paul-Valéry Montpellier III e da Universidade Estadual Paulista (UNESP). A peça estreou em Montpellier, na França, e seguiu em turnê pela região de Languedoc-Roussillon. Em julho do mesmo ano, estreou no Brasil, com temporada em São Paulo e cidades do interior.

Em 2012, o grupo convidou, em sua segunda criação intercultural, a autora e diretora canadense Julie Vincent, da Cia. Singulier Pluriel (Canadá/Québec). O resultado dessa parceria foi o espetáculo Conto sobre mim. A peça surgiu a partir da tradução e adaptação dos contos da autora canadense, da obra intitulada La Robe de Mariée e de contos de João Anzanello Carrascoza, escritos exclusivamente para o projeto. Conto sobre mim teve sua estreia em abril de 2014, no Quebéc, Canadá e, no Brasil, em agosto de 2014.

Em 2016 o grupo comemorou uma década de existência com a criação do quarto espetáculo, Fósforos, nuvens e passarinhos, contemplado no Prêmio Zé Renato deTeatro para a cidade de São Paulo.

Ficha Técnica

Texto Criação coletiva

Elenco Bruno Cordeiro, Fernanda Stein, Francisco Wagner, Heidi Monezzi, Lucélia Machiavelli, Roberta Stein

Direção Simone Grande

Assistente de direção Paulo Arcuri

Direção musical Tibério César

Letras Heidi Monezzi, Lucélia Machiavelli e Tibério César

Composições Heidi Monezzi e Tibério César

Direção de arte Yumi Sakate

Assistente de direção de arte XTO

Figurinos Heidi Monezzi e Sandra Pestana

Costureira Noeme Costa

Treinamentos “A dramaturgia revisitada”, Lígia Borges;“Discursos plurais: sobre imagens corporais”, Leticia Liesenfeld; “A musicalidade do texto”, Ana Luisa Lacombe; “Poéticas do espaço: entre a escuta e o diálogo”, Luiz Fernando Marques

Equipe de apoio Edson Araújo Lima, Renan Vitor, Thayná Dourado e Wellington Santana

Assessoria de imprensa Adriana Balsanelli

Arte gráficaClara de Cápua

Produção executiva Francisco Wagner


Notícias relacionadas