Notícias

Superintendente do Saae participa do 8º Fórum Mundial da Água em Brasília

  • Publicação: 22/03/2018 14:39h
  • Redator(es): Marco Matos – DCS SAAE
  • Release N.º: 220

Foto

Foto: DCS SAAE

O superintendente do SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgotos), engº Sandro Coral, esteve em Brasília (DF), juntamente com a superintendente adjunta, Vanessa Kuhl, a diretora de Planejamento, engª Danielle Nery, e o diretor de Obras Contratadas, engº José Antônio Rolim, participando do 8º Fórum Mundial da Água, que acontece pela primeira vez no Brasil. O objetivo principal do evento foi mostrar a seus participantes a importância de se criar uma conexão, compartilhar conhecimento e promover o envolvimento e parcerias entre os órgãos públicos, entidades privadas e a população, pois apenas com este envolvimento poderemos garantir que a água se torne um recurso acessível a todos de forma eficiente garantindo um futuro promissor para todos, indiferente de sua classe social ou localização geográfica.

O Fórum Mundial da Água é o maior evento global sobre o tema água que acontece a cada três anos, é organizado pelo Conselho Mundial da Água, uma organização internacional que reúne interessados no assunto e tem como missão promover a conscientização, construir compromissos políticos e provocar ações em temas críticos relacionados à água para facilitar a sua conservação, proteção, desenvolvimento, planejamento, gestão e uso eficiente.

Os representantes do Saae participaram de vários painéis com temas como Políticas de Segurança Hídrica, onde se discutiu o setor hídrico no Brasil, uma visão dos desafios e das medidas necessárias para a gestão de recursos hídricos para a universalização dos serviços de água e esgoto, para saneamento rural e tratamento do conjunto água, energia e agricultura em um cenário de mudanças climáticas.

Outro tema em destaque foi a questão do reuso e recuperação da água urbana. Mostrando que é possível reduzir o consumo de água, melhorar sua utilização e de outros materiais, aprimorar a reciclagem e recuperar recursos. Dessa forma, pensando em uma economia circular, contribui para o desenvolvimento de cidades sustentáveis e com consciência hídrica, nas quais a água e as condições de vida caminham juntas.

“Indaiatuba já aplica muitos dos conceitos, discutidos no Fórum, em sua política de saneamento. Mas, um evento como este é importante para nos aproximarmos tanto das mentes que desenvolvem e discutem essas tendências e tecnologias, como dos gestores de recursos que podem ser investidos em nossa cidade para este fim”, afirma Sandro.

“O significado de ter água é diferente para cada cultura, em muitos casos o seu acesso determina a história de uma região, temos a região nordeste do Brasil que devido à falta deste recurso teve seu desenvolvimento comprometido. Por isso politicas eficazes e novas tecnologias que garantam o uso eficiente da água determinarão a prosperidade para as futuras gerações”, comenta Vanessa.

Os participantes do Fórum terão acesso aos modelos tecnológicos, sociais e econômicos mais inovadores em utilização que podem acelerar o progresso para desenvolver serviços de saneamento com gestão segura seguindo a atual tendência global de rápida urbanização e alto crescimento populacional, principalmente em países em desenvolvimento com recursos financeiros limitados.


Fotos


Notícias relacionadas