Notícias

Indaiatuba sedia capacitação sobre novas ações de tratamento de sífilis

  • Publicação: 16/10/2014 11:06h
  • Redator(es): Deuzeni Ceppolini
  • Release N.º: 1464

O município de Indaiatuba sedia na segunda-feira (20), no Auditório do Paço Municipal, das 8h30 às 13h30, capacitação sobre “Atualização de Sífilis em Adulto, Gestante e Congênita” para profissionais médicos e enfermeiros dos 42 municípios da Direção Regional de Saúde Campinas. A capacitação será realizada pela equipe do Programa Estadual de Prevenção de DST/HIV/AIDS e a organização do evento já registrou 300 inscrições de profissionais de saúde, sendo que 100 vagas são destinadas para Indaiatuba.

A diretora do Departamento de Vigilância em Saúde de Indaiatuba, Rita de Cássia Jiampaulo Ferraz Vaz, explicou que em Indaiatuba o Ambulatório de DST/HIV/Aids, localizado no Hospital Dia é a referência de tratamento da doença. “A capacitação trará novas ações para tratamento de sífilis em adultos, gestantes e transmissão vertical da sífilis congênita (que é o resultado da infecção do feto pela bactéria causadora da doença). Essa infecção se dá através da placenta de uma mulher grávida que esteja infectada pela sífilis. É uma doença grave e pode causar má formação do feto, sérias consequências para a saúde da criança ou até a morte”.

A diretora explicou que as gestantes da rede pública que são acompanhadas no pré-natal realizam todos os exames preconizados pelo Ministério da Saúde durante a gravidez. “A prevenção deve ser feita com teste diagnóstico em mulheres com intenção de engravidar, tratamento imediato dos casos diagnosticados nas mulheres e em seus parceiros. Mas temos o homem que resiste e não procura o tratamento para a Sífilis. O parceiro precisa se tratar para proteger o bebê. Com o tratamento adequado, mães com Sífilis podem dar à luz a crianças saudáveis”.

Em 2013 em Indaiatuba foram notificados 18 casos de Sífilis Congênita; 46 casos de Sífilis em Gestantes e 120 casos de Sífilis em adultos.

Em 2014 até o dia 2 de outubro - 22 casos de sífilis congênita: 42 casos em gestantes e 141 casos em adultos.

Municípios integrantes da DRS VII são: Águas de Lindóia, Americana, Amparo, Artur Nogueira, Atibaia, Bom Jesus dos Perdões, Bragança Paulista, Cabreúva, Campinas, Campo Limpo Paulista, Cosmópolis, Holambra, Hortolândia, Indaiatuba, Itatiba, Itupeva, Jaguariúna, Jarinu, Joanópolis, Jundiaí, Lindóia, Louveira, Monte Alegre do Sul, Monte Mor, Morungaba, Nazaré Paulista, Nova Odessa, Paulínia, Pedra Bela, Pedreira, Pinhalzinho, Piracaia, Santa Bárbara d'Oeste, Santo Antônio da Posse, Serra Negra, Socorro, Sumaré, Tuiuti, Valinhos, Vargem, Várzea Paulista e Vinhedo.


Notícias relacionadas