Notícias

CMS aprova mais três médicos para programa

  • Publicação: 20/02/2014 15:44h
  • Redator(es): Deuzeni Ceppolini
  • Release N.º: 229

O Conselho Municipal de Saúde de Indaiatuba realizou no último dia 19, das 8h30 às 12h, a segunda reunião ordinária de 2014, que foi conduzida pelo presidente Luiz Carlos de Medeiros de Paula. O primeiro assunto discutido foi a adequação da Comissão Intersetorial de Doação de Órgãos e Tecidos de Indaiatuba (CIDOTI), e foi aprovada pelos conselheiros que se mantenha a composição até a próxima eleição que será realizada em junho.

Também aconteceu a apresentação da equipe de Hemodiálise do Haoc e fluxo de atendimento aos pacientes de Indaiatuba, com apresentação da médica e responsável técnica Cinthia Esbrile Moraes Carbonara. Também a criação da comissão de eleição dos Conselhos Gestores de Unidades (CGUs). O último assunto foi a aprovação da contratação de mais três médicos do programa “Mais Médicos” para atuarem no programa do Ministério de Saúde com atenção domiciliar “Melhor em Casa” e “Consultório na Rua”. O médico recebe do programa do MS da Saúde o salário de R$ 10 mil e a contrapartida da Secretaria de Saúde é de R$ 3 mil por médico, para moradia e outras despesas e foi aprovado por unanimidade pelo CMS, o valor R$ 9 mil mensais.

O primeiro assunto da pauta foi a adequação da Comissão Intersetorial de Doação de Órgãos e Tecidos de Indaiatuba (CIDOTI) e apresentada pelo presidente do CMS, Luiz Carlos Medeiro de Paula para que a comissão se alinhasse ao Regimento Interno. “O objetivo das comissões é ser como um braço do CMS”.

Luiz Medeiros explicou que há a Cihdott (Comissão Intra-hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes), no Haoc, que é obrigatória para hospitais públicos, privados e filantrópicos de todo Brasil com mais de 80 leitos, segundo portaria do MS.

O médico e secretário de Saúde, José Roberto Stefani, presente na reunião orientou que o CMS faça uma reunião com representantes da Comissão para eleger uma nova coordenação e aguardar até junho, data prevista para eleição de novos membros da Cidoti. Os conselheiros acataram a sugestão do secretário e votaram pela permanência da Comissão com 10 votos favoráveis e um contrário.

A apresentação da Atenção Domiciliar (AD) do programa “Melhor em Casa” e “Consultório na Rua” do Ministério da Saúde foi feita pela enfermeira e coordenadora da Atenção Básica da Secretaria de Saúde de Indaiatuba, Fátima Maia. “A nova modalidade de atenção à saúde, substitutiva ou complementar às já existentes, oferecida no domicílio e caracterizada por um conjunto de ações de promoção à saúde, prevenção e tratamento de doenças e reabilitação, com garantia da continuidade do cuidado e integrada às Redes de Atenção à Saúde”.

Fátima explicou que o município fez adesão para duas equipes de Atenção Domiciliar para atender pessoas incapacitadas ou com dificuldade de locomoção. O processo do cuidar em Atenção Domiciliar está ligado diretamente aos aspectos referentes à estrutura familiar, à infraestrutura do domicílio e à estrutura oferecida pelos serviços para esse tipo de assistência. “O cuidador terá que ser capacitado, sobre este trabalho, pois o município não permanecerá 24 horas na residência. A atenção domiciliar visa a proporcionar ao paciente um cuidado contextualizado a sua rotina e dinâmica familiar, evitando hospitalizações desnecessárias e diminuindo o risco de infecções”.

O município atualmente registra 92 prontuários médicos de pessoas que poderão se encaixar no programa. Vale ressaltar que o programa em conjunto com a rede hospitalar vai analisar todos os casos.

O município receberá o repasse de R$ 50 mil por equipe, terá um veículo equipado e cada equipe terá um médico, enfermeira, de três a quatro técnicos de enfermagem, psicóloga, fisioterapeuta, assistente social.

Nossa adesão foi para duas equipes, sendo uma a cada 100 mil habitantes. O “Consultório na Rua” é para atender os pacientes moradores de rua ou em situação de rua, com sofrimento mental, dependentes químicos. Também a gestante dependente química que está na rua.

Outro assunto abordado foi proposta para ampliação de novos CGUs, feita pelo presidente Luiz Medeiros que pediu a colaboração dos conselheiros e imprensa para chamar o usuário da rede de saúde a participar do Conselho Gestor de Unidade. “É de extrema importância a participação dos usuários. A eleição acontecerá no Parque Indaiá, Hospital Dia, Parque Corolla, Itaici, Itamaracá e Jardim Oliveira Camargo. Também é necessária a formação de novos CGU em Unidades de Saúde.

O CGU tem com objetivo propor ações para solucionar os problemas de funcionamento da Unidade de Saúde. Tomar conhecimento da realidade do bairro e do trabalho da unidade de saúde. Organizar os serviços de saúde atendendo às necessidades prioritárias dos usuários. Discutir com a população usuária, a administração e os trabalhadores de saúde da unidade um plano de trabalho, decidindo as prioridades e ações que serão desenvolvidas entre outras atribuições”.

O CGU deve ter representantes de usuários, trabalhadores e representantes de gestor de saúde.

Outro assunto tratado foi à mudança de endereço do Ambulatório da Saúde da Mulher e Saúde da Criança (Pediatria), para o novo prédio que está localizado no andar superior da UPA no Jardim Morada do Sol. A enfermeira e coordenadora da Atenção Básica, Fátima Maia explicou que a mudança faz parte da adequação que a Secretaria de Saúde está realizando nas três unidades do Jardim Morada do Sol, o Ambulatório de Pediatria, Unidade Básica de Saúde VII (Mulher) e a Unidade Básica de Saúde IV. O Centro de Especialidades da Mulher e da Criança começou a funcionar no dia 10 de fevereiro no piso superior do prédio da UPA do Jardim Morada do Sol. O Centro terá as especialidades para atendimento da mulher e das crianças, que serão encaminhadas pelas Unidades Básicas de Saúde do município. A entrada do novo serviço acontece pela Rua Carlos Alberto Garcia, Jardim Morada do Sol.

A sede do CMS é Avenida Engº. Fábio Roberto Barnabé, 2800 – Jd. Esplanada II - CEP. 13331-900 Indaiatuba SP. O e-mail é saude.cms@indaiatuba.sp.gov.br– (19) 3834-9003.


Notícias relacionadas