Notícias

Cartões de pesagem já podem ser retirados no Cras pelos beneficiários do Bolsa Família

  • Publicação: 31/08/2015 14:21h
  • Redator(es): Laís Fernandes
  • Release N.º: 1107

Foto

Foto: Divulgação

A Secretaria da Família e do Bem Estar Social informa aos beneficiários do Programa Bolsa Família que os cartões para a 2ª pesagem das crianças de 0 a 6 anos e mulheres de 14 a 44 anos já podem ser retirados nos Cras (Centro de Referência de Assistência Social). De acordo com o cadastro único 1928 famílias devem realizar a pesagem nas Unidades de Saúde. As pessoas dentro do perfil devem retirar o cartão de pesagem no Cras mais próximo da residência ou no Paço Municipal até o dia 30 de outubro.

Após a remoção do cartão é necessário ir a uma unidade de saúde com a carteira de vacinação, cartão do SUS e o cartão de pesagem. A própria unidade de saúde repassa os dados para a gestão do Programa Bolsa Família. Esse é um dos compromissos que as famílias beneficiárias devem cumprir para manter o benefício.

Esta é a segunda pesagem do ano, a qual é feita semestralmente, visando ampliar o monitoramento e aprimorar o serviço, aliando acompanhamento de condições de saúde. As famílias dentro do perfil receberam o comunicado da pesagem, mas de acordo com a gestora municipal do Programa Bolsa Família/Cadastro Único, Ana Paula Macorin, há famílias que mudaram de endereço. “Muitas famílias não receberam o comunicado via Correios pois mudaram de residência e devem evitar o bloqueio do benefício procurando o Cras ou a Prefeitura para providências de retirada do cartão e atualização do Cadastro Único, considerando que essa atualização cadastral é também uma das condicionalidades para o recebimento do benefício”, explica Ana Paula

BOLSA FAMÍLIA

O programa foi criado para enfrentar o maior desafio da sociedade brasileira, que é o de combater a fome e a miséria, e promover a emancipação das famílias em situação de maior pobreza no país. O Bolsa Família é um programa de transferência de renda destinado às famílias em situação de pobreza e extrema pobreza, com renda per capita de até R$ 154 mensais, que associa à transferência do benefício financeiro do acesso aos direitos sociais básicos - saúde, alimentação, educação e assistência social. Através do programa o governo federal concede mensalmente benefícios em dinheiro para famílias mais necessitadas.


Notícias relacionadas

Como podemos te ajudar?