Notícias

Comdefi promove conscientização na Praça Prudente de Moraes

  • Publicação: 09/12/2015 15:58h
  • Redator(es): Deuzeni Ceppolini
  • Release N.º: 1625

Foto

Foto: Deuzeni Ceppolini - SCS/PMI

O Comdefi (Conselho Municipal para Assuntos da Pessoas com Deficiência), ligado à Secretaria da Família e do Bem Estar Social, promoveu no dia 3 de dezembro, das 9h às 12h, diversas ações de conscientização na Praça Prudente de Moraes, Centro, para lembrar Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. As pessoas que passavam pelo local eram convidadas a realizar as vivências com cadeira de rodas, venda e muletas para sentir as dificuldades enfrentadas pela pessoa com deficiência.

A presidente do Comfedi, a arquiteta Silvana Maria Artoni Leal explicou que dia foi instituído pela Organização das Nações Unidas em outubro de 1992. A partir de então, a cada ano, no dia 3 de dezembro, é estimulada uma reflexão sobre os direitos da pessoa com deficiência, tanto na instância nacional como na municipal. “A iniciativa tem como objetivo conscientizar a sociedade para a igualdade de oportunidades a todos. Sempre é bom conscientizar as pessoas para respeitar o direito do próximo”.

Durante a ação, as pessoas ouviam as explicações e recebiam os folders do Comdefi e alguns se dispuseram a participar da vivência como a estudante secundarista Natieli Scampellini. Ela andou de muletas, cadeira de rodas e tampão nos olhos. Ressaltou que sentiu dificuldades na calçada com a cadeira de rodas e muletas por causa das irregularidades do piso, mas a pior sensação foi da cegueira e tem que ter total confiança em seu condutor. “Devemos sim, nos colocarmos no lugar do outro para respeitar e depois saber quais são as principais dificuldades. E jamais usar as vagas de trânsito para deficiente, pois aquela vaga não é nossa nem por um minuto”.

Outra participante que topou participar da experiência foi a aposentada Benedita Gatarochi, 60 anos que fez a vivência da cadeira de rodas. “É importante nos colocarmos no lugar do outro para sentir e entender a situação vivida pela pessoa com deficiência. Respeitar as vagas de idosos e deficiente, pois estamos envelhecendo e o Brasil precisa ter mais educação e respeito às leis e regras e também não esquecer a gentileza”.

Durante o evento, equipes do Derefim (Departamento de Reabilitação Física e Mental) da Prefeitura, Ciaspe estiveram no local com barracas para vendas de artesanatos. Os alunos e pacientes das entidades e do serviço saborearam picolés oferecidos pela empresa.

As pessoas que participaram da vivência receberam um brinde que foram doados por serviços da Secretaria da Família e do Bem Estar Social e Funssol para o evento.


Notícias relacionadas

Como podemos te ajudar?