Notícias

Saúde realiza capacitação para 90 agentes comunitários de saúde

  • Publicação: 21/01/2016 11:04h
  • Redator(es): Deuzeni Ceppolini
  • Release N.º: 67

Foto

Foto: Deuzeni Ceppolini - SCS/PMI

A Prefeitura de Indaiatuba, por meio da Secretaria de Saúde realizou nos dia 19 e 20 de janeiro, capacitação sobre Dengue para todos os 90 agentes comunitários de saúde que atuam em sete polos de Programa Saúde de Família e cinco Unidades Básicas de Saúde, que tem equipes de Saúde da Família. A ação visou orientar os agentes, qual deve ser a melhor maneira para colaborar com o Programa Controle da Dengue no combate ao Aedes aegypti na sua área de cobertura. A capacitação aconteceu no Auditório do Paço Municipal e foi ministrada pela coordenadora de área do Programa de Controle da Dengue, Edna Maria Bataiello Marotti. A capacitação foi organizada pelo Setor de Qualidade e Vigilância Epidemiológica e faz parte da programação dos cursos de Educação Continuada da Secretaria de Saúde e visa capacitar os profissionais para uma atuação mais efetiva na sua área de cobertura no combate ao mosquito transmissor da dengue, chikungunya e Zika Vírus.

O Ministério da Saúde declarou emergência pelo aumento de casos em vários estados brasileiros de microcefalia em bebês relacionados ao vírus. Também casos de Síndrome de Guillain-Barré é uma doença neurológica grave caracterizada pela inflamação dos nervos e fraqueza. Também pode estar relacionada a infecção viral como dengue ou Zika Vírus. Edna enfatizou quais são as orientações que devem ser passadas pelos agentes a população de sua área. “Durante as visitas domiciliares, para entregar um medicamento ou qualquer outra ação, o agente deve pedir permissão para verificar os quintais e se encontrar criadouros do mosquito, deve eliminá-los. Explicar a situação das doenças causadas pelo mosquito e as consequências das doenças Dengue, Zika e Chikungunya”.

Edna também explicou que os agentes deverão cadastrar todas as igrejas, associações de serviços, imóveis fechados (aluguel ou venda) e terrenos baldios. As informações serão passadas para a Secretaria de Saúde, que tomará as providências e encaminhará para os setores responsáveis. “Nos casos de escolas, creches, associação de serviços, os agentes comunitários de saúde deverão promover atividades e palestras para orientar a população atendida sobre como eliminar os criadouros mosquito”.

A coordenadora destacou aos agentes sobre a importância da união de todos os setores no combate ao mosquito. “Queremos a mudança de comportamento da população, a dengue é uma doença evitável. Vamos combater o mosquito, orientar a população para vistoriar o quintal uma vez por semana, não jogar lixo em locais impróprios, olhar as calhas, vedar as caixas de água, descartar materiais que acumulam água. Assim vamos diminuir as filas nos hospitais e quem teve dengue sabe como a doença é devastadora”.

Participaram da capacitação agentes dos PSF Jardim Brasil, Carlos Aldrovandi, Parque Indaiá, Itaici, Oliveira Camargo, Jardim do Sol e Itamaracá. Das UBSs do Califórnia (10), Parque Corolla, Cecap (2), João Pioli, UBS 9 (Centro).

Também participaram da capacitação a enfermeira de gestão e gerente do Setor de Qualidade da Secretaria Saúde, Úrsula M. Geller e Fernanda Bimonte.


Notícias relacionadas

Como podemos te ajudar?