Notícias

Instituto Adolfo Lutz confirma primeiro caso de zika vírus em gestante em Indaiatuba

  • Publicação: 08/06/2016 15:16h
  • Redator(es): Deuzeni Ceppolini
  • Release N.º: 658

O Instituto Adolfo Lutz confirmou na terça-feira, dia 7, o primeiro caso de Zika Vírus em gestante em Indaiatuba. A gestante, 26 anos, que é moradora de Indaiatuba, procurou a Unidade de Saúde do Jardim João Pioli no dia 25 de abril, com mialgia, cefaleia, dor de garganta, exantema (manchas) fraqueza. Ela também informou que o ciclo menstrual estava atrasado. A enfermeira do acolhimento da UBS, fez todos os procedimentos, como teste rápido e foi confirmada a gravidez. A gestante passou a ser acompanhada enquanto aguardava os demais resultados do Instituto Adolf Lutz de exames como de Zika Vírus, dengue e H1N1. Atualmente está com cerca de 12 semanas de gestação.

A Secretaria de Saúde fez todas as investigações e o caso foi considerado autóctone, tendo em vista que a paciente não havia feito viagens recentes. Indaiatuba notificou em 2016, cinco casos suspeitos de Zika Vírus em gestantes e quatro foram descartados.

O Ministério da Saúde já confirmou a relação entre o Zika Vírus e a microcefalia, que é uma malformação congênita que impede que o cérebro dos bebês se desenvolva de forma correta e acarreta problemas mentais. O vírus é transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti, transmissor também da Dengue e da Febre Chikungunya.


Notícias relacionadas

Como podemos te ajudar?