Notícias

Gestante de Indaiatuba que teve zika confirmado perde bebê

  • Publicação: 16/06/2016 16:35h
  • Redator(es): Deuzeni Ceppolini
  • Release N.º: 702

A Secretaria de Saúde de Indaiatuba por meio do Departamento de Vigilância Epidemiológica informou que a gestante de 26 anos, que teve a confirmação de Zika Vírus pelo Instituto Adolfo Lutz no início do mês, teve um aborto espontâneo na semana passada. A mulher estava com aproximadamente 12 semanas, procurou a unidade de saúde e foi encaminhada para maternidade do Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc). No hospital foram realizados os procedimentos (toque e USG) e no exame de ultrassom observou que a paciente estava com aborto em curso incompleto. Foram realizados todos os procedimentos e curetagem. Amostras do material foram encaminhados para análise anatomopatológico. A Saúde informa que a mulher passa bem, está recebendo a assistência da secretaria de saúde, inclusive apoio psicológico.

Antes do aborto, a paciente estava sendo acompanhada dentro dos protocolos do Ministério da Saúde para a doença provocada pelo Zika Vírus.

A Saúde alerta à população que todos façam a sua parte e não deixem o mosquito Aedes Aegypti nascer, pois ele transmite quatro tipos diferentes de vírus da dengue, febre Chickungunya, Zika vírus, a febre amarela urbana.

Nos meses de frio a população do mosquito diminui, mas não pode descuidar. Todos sem exceção devem colaborar com a limpeza da cidade, cuidar dos quintais, cerca de 80 dos criadouros estão nas residências, não descartar lixo nas ruas e terrenos baldios.

A Prefeitura atende o município com coleta de lixo urbano e também tem 35 ecopontos, que recebem materiais para reciclagem (papel, vidro, plástico e também o óleo de cozinha usado) distribuídos pela cidade, sendo que a maioria está localizado em escolas e de fácil acesso e visibilidade.

Em 2016, Indaiatuba registrou 396 casos confirmados de dengue, sendo 16 casos importados de dengue, 380 autoctones e 101 aguardando resultado.

Em 2016, foram cinco casos de Zika vírus notificados em gestantes, sendo quatro descartados e um confirmado.

Chikungunya, são três casos notificados sendo um confirmado importado de Alagoas, um descartado e um aguarda resultado.


Notícias relacionadas

Como podemos te ajudar?