Notícias

Conselho Municipal de Saúde aprova criação de nova equipe do NASF para Indaiatuba

  • Publicação: 01/09/2017 13:10h
  • Redator(es): Darlene Ribeiro
  • Release N.º: 762

Foto

Foto: Giuliano Miranda RIC/PMI

O Conselho Municipal de Saúde aprovou a implantação da segunda equipe do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), em Indaiatuba, durante reunião plenária realizada na quarta-feira (30) na Câmara Municipal. Trata-se de uma equipe composta por profissionais de diversas especialidades que atuam de maneira integrada e apoiam as 11 Equipes de Saúde da Família existentes atualmente no município.

Na ocasião, a enfermeira integrante do programa no município, Maria Elidia de Andrade Picarelli, fez uma explanação sobre a abrangência e a atuação do núcleo. “A Secretaria Municipal de Saúde implantou o primeiro núcleo em 2013. Agora, com mais uma equipe, teremos condições de qualificar ainda mais as ações de prevenção e saúde junto às equipes de saúde da família”, disse.

Criados pelo Ministério da Saúde em 2008, os Núcleos de Apoio à Saúde da Família visam apoiar a consolidação da Atenção Básica no Brasil, aumentando as ofertas de saúde na rede de serviços. O NASF é regulamentado atualmente pela Portaria nº 2.488, de 21 de outubro de 2011.

A reunião contou também com a participação da doutora Cecília Kosmann, entomologista e coordenadora de Suporte Científico da Oxitec, empresa britânica cujo acordo de cooperação que está sendo firmado com a Prefeitura de Indaiatuba, prevê a soltura no município de uma nova linhagem de mosquito geneticamente modificado que combate o Aedes aegypti selvagem. A ação deverá ser iniciada até o final deste ano em alguns pontos específicos que serão definidos posteriormente.

Cecília explicou que a experiência que será realizada em Indaiatuba com o mosquito, identificado como OX5034 e popularmente conhecido como Aedes do Bem™, visa diminuir a população do inseto no ambiente. “É uma medida segura, que não traz nenhum risco ao meio ambiente, aos animais ou seres humanos. Os resultados já obtidos em experiências em outros municípios são muito positivos”, afirmou.


Notícias relacionadas