Notícias

Indaiatuba fica entre as 10 cidades menos violentas do Estado de SP

  • Publicação: 03/05/2018 17:28h
  • Redator(es): Laís Fernandes
  • Release N.º: 346

Foto

Foto: Arquivo- Eliandro Figueira RIC/PMI

A Segurança de Indaiatuba mais uma vez é destaque. A cidade ficou entre as 10 menos violentas do Estado de São Paulo. O Ranking de Exposição a Crimes Violentos das cidades do Estado de São Paulo foi desenvolvido pelo Instituto Sou da Paz, em parceria com o Estadão e considera crimes letais, sexuais e contra o patrimônio e permite a comparação da vulnerabilidade da população a esses crimes – tanto entre municípios quanto ao longo dos anos.

Indaiatuba, que possui cerca de 240 mil habitantes ficou com o índice de 11,2; classificada na 9º posição no Estado de São Paulo. Entre as cidades da RMC (Região Metropolitana de Campinas), Indaiatuba ficou em 2º lugar e na primeira colocação da RMC ficou o município de Artur Nogueira que possui cerca de 51 mil habitantes e alcançou o índice de 10,9.

Para o prefeito de Indaiatuba, Nilson Gaspar (MDB) o resultado positivo é formado por um conjunto de ações voltadas para a qualidade de vida como um todo. “Os investimentos não estão só na Segurança. Ser uma cidade menos violenta significa que há qualidade de vida e para isso é preciso de investimentos também em Educação, Cultura, Esporte, Saúde, Habitação e Social. O olhar para o ser humano em sua essência é importante para entender as necessidades da população e, assim, fazermos uma gestão pública eficiente. Especificamente em Segurança, entre nossos casos de sucesso estão o investimento em tecnologia e inteligência e integração entre as polícias para tornar as ações da Guarda Civil mais rápida e eficaz”, detalha Gaspar.

O secretário de Segurança Pública, Alexandre Guedes, ressalta as ações da pasta que ajudam na diminuição de crimes. “Além dos investimentos em tecnologia e inteligência temos treinamentos e modernização da Guarda Civil com novas viaturas, armamentos e equipamentos. Outro ponto é a integração entre as forças policiais como Polícia Militar, Polícia Civil e Guarda Civil. Outra integração é com o monitoramento da cidade com a Polícia Rodoviária Federal, através do Alerta Brasil”, comenta Guedes.

O ranking foi criado a partir do Índice de Exposição a Crimes Violentos (IECV), presente no Sou da Paz Analisa de 2017, que mede a exposição à violência dos municípios que possuem mais de 50 mil habitantes. O IECV foi calculado a partir das seguintes informações: Criação de taxas de crimes, em que cruzaram-se números absolutos dos índices criminais da Secretaria da Segurança Pública (SSP) com o número da população em municípios com mais de 50 mil habitantes; Números-Índice que foram criados valores de 0 a 100 para cada tipo de crime, levando-se em consideração um cálculo envolvendo taxa populacional e subindicadores compostos em que alguns crimes ganharam índices de gravidade para serem posteriormente usados nos cálculos.


Fotos


Notícias relacionadas