Notícias

Pesquisa aponta Indaiatuba entre as 10 cidades menos violentas do país

  • Publicação: 20/06/2018 16:18h
  • Redator(es): Laís Fernandes
  • Release N.º: 487

Foto

Foto: Arquivo- Giuliano Miranda RIC/PMI

Indaiatuba mais uma vez é destaque em segurança e está entre as 10 cidades do país com menos violência. A pesquisa analisa 309 municípios com população superior a 100 mil habitantes, a base de dados é do Sistema de Informação sobre Mortalidade do Ministério da Saúde (SIM/MS) de 2016. A mostra apresenta índices de pobreza, trabalho, gravidez na adolescência e vulnerabilidade juvenil, com informações referentes a 2010, baseados no Censo Demográfico do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O Atlas da Violência 2018 foi feito pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) junto com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Contabilizando as 19 cidades da RMC (Região Metropolitana de Campinas), Indaiatuba lidera o ranking, com 7,2 casos de mortes violentas para cada 100 mil habitantes. A média geral da taxa de homicídios nos 309 municípios relacionados é de 38,67, com 62.517 homicídios em 2016.

De acordo com o relatório os 10 municípios com mais de 100 mil habitantes que possuem as menores taxas de violência, são: em 1º lugar está Brusque/SC com taxa de 4,8; em 2ª Atibaia/SP com taxa de 5,1; em 3º Jaraguá do Sul/SC com 5,4; em 4ª lugar está Tatuí/SP com 5,9; em 5ª lugar ficou Varginha/MG com taxa de 6,7; em 6º lugar ficou Jaú/SP com 6,9; o 7ª lugar ficou para Lavras/MG com 6,92; em 8ª lugar Botucatu/SP com 7,1; em 9ª lugar ficou para Indaiatuba com 7,2 e em 10º a cidade de Limeira com 7,4.

Já os municípios mais violentos ficaram na seguinte ordem: 1º Queimados/RJ com taxa de 134,9 mortes violentas para cada 100 mil habitantes; em 2º lugar está Eunápolis/BA com 124,3 de taxa; em 3º lugar está Simões Filho/BA com 107,77; na 4ª colocação está Porto Seguro com taxa de 101,07; em 5º lugar está Lauro de Freitas /BA com 99,2; em 6º lugar ficou a cidade Japeri/RJ com taxa de 95,5; em 7º lugar ficou Maracanaú/CE com 95 de taxa; em 8º lugar ficou Altamira/PA com taxa de 91,9; o 9º lugar ficou para Camaçari/BA com 91,8 e em 10º lugar a cidade Almirante Tamandaré/PR com 88,5.

Na RMC, Indaiatuba ficou em 1º lugar e Limeira na 2º posição. Em 3º ficou Valinhos com 7,4 e na sequência, Mogi Guaçu (8,8); Americana (10,8); Santa Bárbara d'Oeste (12,0); Piracicaba (12,4); Hortolândia (14,6) e Campinas (16,1).

O prefeito de Indaiatuba, Nilson Gaspar (MDB), comemora o resultado e enfatiza o trabalho feito na cidade no setor de Segurança. “O trabalho da administração municipal é proporcionar qualidade de vida para todas as pessoas que moram na cidade e para isso o investimento em segurança é essencial. Aqui em Indaiatuba, investimos em tecnologia, equipamentos, treinamento e inteligência. Estamos entre os melhores municípios do país em segurança, pois temos um planejamento a longo prazo”, comenta Gaspar.

O secretário de Segurança Pública, Alexandre Guedes reforça “Pensamos de forma global, por isso há um trabalho integrado entre as forças policiais da cidade, como Polícia Militar, Guarda Civil e Corpo de Bombeiros, além disso contamos com a Crim (Central Regional de Inteligência e Monitoramento) que é uma ótima ferramenta no combate ao crime”, conclui Guedes

Atualmente Indaiatuba possui 266 Guardas Civis e abriu concurso para contratação de mais 30 pessoas. A frota da GC está com 54 viaturas, sendo 33 carros e 21 motos. Ainda há previsão de chegar esse ano, mais 21 novas viaturas que irão substituir alguns carros e ampliar a frota. O efetivo da 4ª Cia da PM em Indaiatuba é de 107 policiais.


Notícias relacionadas