Notícias

Alunos da Rede Municipal de Indaiatuba fazem avaliações de desempenho nacional e municipal

  • Publicação: 23/10/2019 16:35h
  • Redator(es): Renata Lippi A. Lemuchi
  • Release N.º: 759

Foto

Foto: Eliandro Figueira – RIC/PMI

Os alunos da Rede Municipal de Indaiatuba iniciaram os processos de avaliações de desempenho nacional e municipal. As provas têm como finalidade avaliar qualidade do ensino e aprendizagem. Os resultados geram um diagnóstico da educação. A partir disso, são definidas as ações visando a equidade e eficiência das práticas pedagógicas.

Nos dias 22 e 24 de outubro os 2.692 alunos do 5º ano do Ensino Fundamental realizam a prova padronizada do Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica), aplicada pelo Ministério da Educação (MEC). Até 2018 a avaliação era denominada como Prova Brasil. O resultado deste exame gera o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), que será divulgado em 2020.

A Amda (Avaliação Municipal de Desempenho do Aluno) foi aplicada de 30 de setembro a 11 de outubro para as 2.599 crianças que estão na Etapa II da Educação Infantil/Pré-Escola. Já os 13.044 alunos do 1º ao 5º ano do Fundamental farão a prova nos dias 30 e 31 de outubro. Os resultados das avaliações são disponibilizados através de relatórios para todos os professores e gestores das unidades escolares, bem como para a equipe técnica da Secretaria de Educação, a fim de fornecer indicadores que possam direcionar as práticas pedagógicas.

A Amda acontece duas vezes ao ano. No primeiro bimestre é aplicada a “Avaliação Diagnóstica”, com objetivo mapear em que momento da aprendizagem o aluno se encontra. Já no quarto bimestre, os alunos fazem a “Avaliação Final”, que verifica se o estudante atingiu os objetivos propostos para cada ano ou etapa.

Para a secretária de Educação, Rita de Cássia Trasferetti, as avaliações são ferramentas excelentes para buscar o aprimoramento da qualidade do ensino. “Investimos e acreditamos muito nas avaliações, pois elas nos fornecem uma análise tanto das práticas pedagógicas das escolas quanto do desempenho dos alunos. Com os resultados conseguimos buscar novas estratégias para aperfeiçoar o processo de ensino e de aprendizagem”, reforça Rita.


Notícias relacionadas

Como podemos te ajudar?