Notícias

Estação Cidadania é inaugurada pelo prefeito Nilson Gaspar e ministro da Cidadania, Osmar Terra

  • Publicação: 10/02/2020 16:56h
  • Redator(es): Laís Fernandes
  • Release N.º: 90

Foto

Foto: Eliandro Figueira RIC/PMI

O prefeito Nilson Gaspar recebeu o ministro da Cidadania, Osmar Gasparini Terra, no sábado (08), para a inauguração da quadra Estação Cidadania. A cerimônia de inauguração contou com diversas autoridades federais, estaduais e municipais. A quadra poliesportiva do projeto inicialmente denominado de CIE - Centro de Iniciação ao Esporte, foi construída nas dependências do Centro Esportivo do Trabalhador. A obra recebeu investimentos de um pouco mais de R$ 3 milhões provenientes de um convênio firmado pela Prefeitura com o Governo Federal.

Na ocasião Gaspar destacou que o esporte é uma das prioridades de sua gestão. “Indaiatuba é uma cidade que se transforma, nós fazemos investimento nas áreas prioritárias, nossa proposta é fazer a cidade evoluir e queremos cuidar das pessoas. Hoje Indaiatuba é considerada a melhor cidade da RMC (Região Metropolitana de Campinas) e a base do nosso governo é educação, saúde, segurança, social e o esporte. Temos uma equipe que tem feito a diferença. Esporte é saúde, esporte é educação, esporte é oportunidade, nós tiramos pessoas das drogas, das ruas e da ociosidade e estamos sempre construindo polos esportivos para dar oportunidade para as crianças, jovens e a terceira idade”, ressalta o prefeito de Indaiatuba.

O Ministro, Osmar Terra, enalteceu a cidade de Indaiatuba e afirmou que é umas das cidades com maior qualidade de vida do Brasil. “Quero agradecer muito a recepção do prefeito Nilson Gaspar. Eu estou acostumado a trabalhar nos municípios mais pobres do Brasil no Nordeste e no Norte que realmente passam por situação ruins de infraestrutura, violência e desrespeito com os direitos humanos. Existe um país que precisa de muito apoio do Governo Federal; mas existe um Brasil que é o exemplo que os outros municípios têm que seguir, que é o exemplo de qualidade de vida, certamente estamos aqui entre os dois ou três municípios com maior qualidade de vida do Brasil, que é Indaiatuba. E eu sei da história de Indaiatuba do esforço continuado. Pois há 20 anos Indaiatuba não era tudo isso, é uma sucessão de gestores que olharam para o futuro o que trouxe Indaiatuba para o patamar que está hoje. Então é muito bom ver os dois lados do Brasil, ver os que mais precisam e ver onde a gestão pública é efetiva e proporciona mais qualidade de vida para a população”, destaca o ministro de Cidadania, Osmar Terra.

O secretário de Esporte, Marcos Antonio Moraes, destacou os projetos em andamento no Esporte e como o novo equipamento público será utilizado. “O esporte de Indaiatuba atende atualmente cerca de 25 mil pessoas e vemos que nossa administração investe desde o esporte educacional, lazer, competitivo até o esporte PCD. Esse espaço fará a diferença no esporte da nossa cidade, pois é um espaço moderno e muito bem equipado e vamos atender 1.340 pessoas. Agradeço ao Governo Federal e ao prefeito Nilson Gaspar pela idealização da Estação Cidadania”, comenta Moraes.

O presidente da Câmara dos Vereadores de Indaiatuba, Hélio Ribeiro, também esteve presente e fez uso da palavra. “Essa cidade oferece oportunidade para todos desde os pequenos até a terceira idade, vemos espaços com qualidade. Parabéns Governo Federal por dentre tantos municípios ter enxergado Indaiatuba para investir, pois esse espaço trará diversas oportunidades para nossos jovens atletas”, diz o presidente da Câmara dos Vereadores, Hélio Ribeiro.

Estiveram presentes as seguintes autoridades: secretário especial do Esporte Adjunto, Marco Aurélio Araújo; diretor de Programas da Secretaria Executiva do Ministério da Cidadania, Paulo Edy Nakamura; deputado Federal, Coronel Tadeu; deputado Federal, Herculano Passos; deputado Estadual, Gil Diniz; assessor do Conselho deliberativo do Sebrae, Floriano Pezaro; gerente CAIXA, Celso Eduardo Nuti; vereador de Sta Barbará D’Oeste, Batoré; os vereadores da Câmara de Indaiatuba, Silene Carvalini; Adeílson Pereira da Silva ‘Figura’; Celio Massao Kanesaki; Jorge Luis Lepinsk ‘ Pepo’; Luis Alberto Pereira ‘Cebolinha’.

Estação Cidadania

A proposta é integrar em um só espaço físico, atividades e a prática de esportes voltados ao alto rendimento, estimulando a formação de atletas entre crianças e adolescentes. Em Indaiatuba, a Secretaria de Esportes implantará aulas do Esporte Cidadão, com 180 atendimentos para crianças e adolescentes na modalidade futsal; da Juventude Esportiva, com 80 atendimento para jovens na modalidade futsal; 60 atendimentos de Alto Rendimento para atletas de voleibol masculino e feminino; 450 atendimentos de Preparação Física e mais 450 para Fisioterapia voltado à atletas que disputam campeonatos externos, principalmente Jogos Regionais e Abertos; 120 atendimentos de musculação para atender a demanda do departamento de Lazer, totalizando 1.340 atendimentos.

O projeto tem área construída de 1.720m² com quadra em piso sintético flexível e arquibancada para 177 lugares, incluindo área destinada a cadeirantes. A Estação Cidadania também conta com sanitários e vestiários masculinos, femininos e acessíveis; copa; administração; sala para professores e técnicos; depósito; ambulatório; academia no pavimento superior e elevador.

A quadra de Indaiatuba está na lista dos primeiros projetos aprovados pelo Ministério do Esporte no âmbito da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2).

Pelo convênio firmado com o Governo Federal, os projetos de arquitetura e engenharia da quadra foram fornecidos pelo Ministério do Esporte aos municípios que tinham disponibilidade de terreno em localização, condições de acesso e características adequadas para a implantação. Além disso, os municípios tiveram que assumir o compromisso de gestão, funcionamento e manutenção do equipamento e dar continuidade às atividades relacionadas ao desenvolvimento das modalidades esportivas do esporte de alto rendimento.

Diante das mudanças de comando que ocorreram no Governo Federal nos últimos anos, a Administração Municipal teve alguns problemas com o repasse da verba o que atrasou bastante a conclusão da obra.


Notícias relacionadas