Notícias

Saae dá continuidade as obras de combate as perdas de água na região central

  • Publicação: 13/02/2020 11:28h
  • Redator(es): Rose Parra – DCS Saae
  • Release N.º: 96

Foto

Foto: Marco Matos – DCS Saae

O Serviço Autônomo de Água e Esgotos (Saae) deu início a 3ª fase de Substituição de Redes por Método Não Destrutivo (MND). Serão substituídos 4.900 metros de redes e refeitos 522 ramais de ligação, previstos para serem concluídos em seis meses. A obra teve início na rua São Luiz com São Carlos e está em andamento na rua 11 de Julho cruzamento com a rua Gastão Vidigal.

A obra será realizada com verba a fundo perdida, ou seja, sem a necessidade de reembolso ao órgão estadual, do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (FEHIDRO), no valor R$ 1.508.559,04. A contrapartida do Saae é de R$ 467.653,29, sendo R$ 1.040.905,75 da FEHIDRO.

Será realizada a troca nas seguintes ruas: São Luiz, Pedro Gonçalves, Padre Manoel da Nóbrega, São Carlos, 5 de Julho, São Jorge, Humaitá, Candelária, Alberto Santos Dumont, São Sebastião, 9 de Julho, Dr. Oswaldo Cruz, dos Andradas, Paul Harris, Almirante Barroso, 11 de Junho, Ademar de Barros, José Escodro, 24 de Maio, Olavo Bilac, Alfredo Vila Nova e Eletro Trevizioli e nas avenidas Itororó, Presidente Kennedy e Almirante Tamandaré.

A setorização e substituição são necessárias, pois a área central de Indaiatuba possui uma rede de distribuição de água muito antiga e em fibrocimento (ferro fundido e aço galvanizado). Essas tubulações possuem diâmetros reduzidos e, em alguns trechos, estão quase que totalmente bloqueadas pela existência de incrustações, sendo constante muitas ocorrências de vazamentos nesses trechos de rede de água.

“Nossa intenção é obter um sistema de abastecimento cada vez mais eficiente, para poupar os mananciais e reduzir custos com o processo de tratamento” comenta o superintendente do Saae, engº Sandro Coral.

A redução do índice de perdas de água no município de Indaiatuba é uma ação prioritária do Plano das Bacias Hidrográficas dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí, que tem como meta atingir o índice máximo de perdas de distribuição de 25%. O Plano recomenda que os municípios que apresentam um índice de perdas na distribuição entre 40% e 25%, devem reduzir esta perda em um ritmo de 5% ao ano até atingir a meta.

MND

Ao todo, serão 27.9 quilômetros de substituição entre os bairros, Cidade Nova I, Vila Georgina, Vila Vitória, Jardim Rossignatti, Vila Almeida, Jardim Pau Preto e Vila Nossa da Candelária.

As perdas são decorrentes de vazamentos em redes e ramais e ocorrem em virtude do envelhecimento e fadiga dos materiais, são serviços necessários e já foram executados em boa parte da região central.


Notícias relacionadas

Como podemos te ajudar?