Notícias

Indaiatuba é avaliada pelo Tesouro Nacional com nota A na Capacidade de Pagamento

  • Publicação: 31/07/2020 15:09h
  • Redator(es): Laís Fernandes
  • Release N.º: 603

Foto

Foto: Arquivo- Eliandro Figueira RIC/PMI

Indaiatuba está entre as 30 cidades do Brasil com mais de 200 mil habitantes com avaliação A do Tesouro Nacional no índice Capag (Capacidade de Pagamento). A cidade ficou com nota máxima nos três itens avaliados: Endividamento; Poupança Corrente e Liquidez. O intuito da Capag é apresentar de forma simples e transparente se um novo endividamento representa risco de crédito para o Tesouro Nacional. Os indicadores utilizaram como fonte de informação o Relatório de Gestão Fiscal do Poder Executivo referente ao 3º quadrimestre do último exercício.

A análise da capacidade de pagamento apura a situação fiscal dos Estados e Municípios que querem contrair novos empréstimos com garantia da União. A metodologia do cálculo avalia o grau de solvência, a relação entre receitas e despesa correntes e a situação de caixa, fazendo um diagnóstico da saúde fiscal do Estado ou Município. Os conceitos e variáveis utilizadas e os procedimentos adotados na análise da Capag foram definidos na Portaria STN nº 882/2018. Os dados podem ser consultados no link https://www.tesourotransparente.gov.br/temas/estados-e-municipios/capacidade-de-pagamento-capag.

O prefeito de Indaiatuba, Nilson Gaspar, ressalta o trabalho com as contas públicas realizado com seriedade. “Este é o fruto de um trabalho consistente e constante na gestão dos recursos, pautado nos princípios da responsabilidade fiscal. Isto somente é possível quando os pilares de uma Administração possuem comprometimento e a seriedade”. A secretária da Fazenda, Paula Fernanda Sciamarelli, continua. “Nossa folha de pagamento é honrada mensalmente, assim como os pagamentos de nossos fornecedores e de nossos financiamentos são realizados pontualmente, sem atrasos, demonstrando o respeito pelos recursos que o cidadão recolhe aos cofres públicos e por todos os envolvidos no processo de planejamento para a manutenção e desenvolvimento de Indaiatuba”, pontua.


Notícias relacionadas