A-
A+

Relações Institucionais

 

Notícias

Assistência Social destaca Vila dos Idosos e serviços de atenção às crianças e adolescentes em 2023

Ao longo do ano 60 mil atendimentos foram realizados pela Secretaria de Assistência Social
06/12/2023 08:00h


Foto: Eliandro Figueira RIC/PMI
Assistência Social destaca Vila dos Idosos e serviços de atenção às crianças e adolescentes em 2023

Social realizou 60 mil atendimentos ao longo de 2023

 

Os serviços e ações que envolvem a Secretaria de Assistência Social de Indaiatuba sempre foram um dos pilares da gestão do prefeito, Nilson Gaspar, e, não à toa, em 2023, a pasta comandada pelo vereador licenciado, Décio Rocha, inaugurou a Vila dos Idosos, distribuiu mais de 28 mil cestas básicas, realizou 60 mil atendimentos além dos serviços de atenção para crianças, adolescentes e idosos.

Denominado Residencial Vila dos Idosos Luiz Carvalini através da Lei Municipal nº 7.695, de autoria do vereador e presidente da Câmara, Pepo Lepinsk, o projeto de habitação popular direcionado para o público da melhor idade (60 anos) foi construído pela Prefeitura de Indaiatuba no Jardim Bréscia. As obras foram concluídas no final de 2022 e a Administração Municipal investiu R$ 4,5 milhões no projeto habitacional com recursos próprios. Das 40 unidades habitacionais disponibilizadas, quatro são casas isoladas de 40,16m² e as 36 restantes serão casas geminadas com área de 79,45m², totalizando 1.590,74m² de área construída. Todas as unidades estão dentro de um condomínio fechado, são térreas e compostas de sala, cozinha, área de serviço, banheiro acessível e dormitório que pode acomodar um casal de idosos. Atualmente, todas as unidades estão ocupadas.

Ao longo de 2023 também foi trabalhado o serviço Família Acolhedora, que foi criado em dezembro de 2022, mas só passou a capacitar famílias neste ano. O programa tem como objetivo oferecer proteção integral a crianças e adolescentes, que necessitam de afastamento temporário da família de origem, por medida de proteção. Durante o período, as equipes de apoio social e psicológico atuam também com os familiares para preparar o possível retorno da convivência familiar. No projeto, que existe em todo o país, as famílias recebem em suas casas as crianças ou adolescentes que precisam de um acolhimento temporário e provisório, até que possam retornar para suas famílias de origem ou encaminhadas para adoção. A Família Acolhedora não é uma família definitiva, é uma família que acolhe aquele jovem durante o período determinado pelo juiz. Devido ao rigoroso processo de seleção realizado pela instituição Abid, que cuida da gerência do serviço, 4 famílias estão acolhendo 6 crianças/adolescentes no momento.Foto: Divulgação RIC/PMI

Em maio o Social promoveu a tradicional Ação Solidária com as entidades do município na Praça Prudente de Moraes. Centenas de pessoas desfrutaram de um dia com danças, animações e atividades ao ar livre e puderam conhecer um pouco mais do trabalho de algumas organizações da sociedade civil que participaram do evento como: Casa da Criança; Casa da Fraternidade; Apae; Ciaspe; Comunidade Farol; Cirva; Dispensário Antônio Frederico Ozanam; e Volacc; além das secretarias de Saúde, Serviços Urbanos, Assistência Social e Cultura.