Abrir submenu

Cartão Nacional de Saúde

Instrumento para um novo modelo de Gestão em Saúde. O Cartão Nacional de Saúde foi concebido para ser a identidade do usuário no SUS.

O que é

O Cartão Nacional de Saúde foi apresentado na NOB-SUS/96 como parte integrante do processo de reordenação do SUS. As funções do projeto são:

  • Identificar o indivíduo para garantir a cidadania;
  • Coordenar informações para humanizar o atendimento;
  • Padronizar os procedimentos para democratizar o acesso;
  • Cumprir a lei para racionalizar o uso dos recursos públicos.

Benefícios: (Aos Gestores)

  • Melhoria das condições de gestão da rede do SUS;
  • Criação de uma câmara de compensação financeira entre os municípios, a partir da fácil identificação da procedência do usuário do SUS;
  • Identificação dos procedimentos realizados, possibilitando, no futuro, o ressarcimento junto aos planos de saúde privados;
  • Aumento da eficácia dos processos de gestão do SUS e das interações entre os níveis municipail, estadual e federal e os prestadores de serviços ao sistema ( hospitais e laboratórios privados);
  • Identificação de um perfil realista da atenção à saúde, criando condições para a maior equidade na distribuição dos recursos e adequação das tabelas de pagamento dos procedimentos.

Benefícios: (Aos Usuários )

  • Agilização no atendimento, com redução das filas e de retornos às Unidades de Saúde;
  • Incremento das informações disponíveis sobre o usuário que auxiliarão no atendimento;
  • Rapidez e eficácia na marcação de consultas exames.

Situação do cartão em Indaiatuba:

Hoje o Municipio de Indaiatuba está fornecendo 12mil números de Cartão Nacional de Saúde definitivos, enquanto que 41mil são provisórios. A meta é cadastrar toda a população através de todas as Unidades de Saúde do município.